top of page
Buscar
  • Foto do escritorClinic Advance

Entenda como a ansiedade pode afetar o seu corpo

Atualizado: 27 de nov. de 2023



A ansiedade é um dos problemas que mais afetam a capacidade produtiva das pessoas. Estima-se que este e outros transtornos mentais causam um prejuízo de US$ 1 trilhão por ano para a economia.


Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) indica que cerca de 3,6% da população global, algo em torno de 264 milhões de pessoas sofrem com o transtorno de ansiedade. Ainda de acordo com a organização, 9,3% da população brasileira convivem em algum grau com esse problema.


Diversos fatores podem contribuir para um quadro de ansiedade. Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) mostrou que o problema se agravou no país após o início da pandemia de COVID-19.

Segundo a pesquisa, realizada com 1.996 pessoas, cerca de 80% da população brasileiro se tornou mais ansiedade na pandemia. O índice é bem maior do que em países como a Itália, por exemplo, onde o índice é de 30%, mesmo em um período no qual o país europeu era um dos principais epicentros da doença no mundo.

Conversamos com o fisioterapeuta Pedro Henrique de Medeiros sobre os efeitos físicos da ansiedade no nosso corpo. Confira a entrevista abaixo e entenda como esse transtorno afeta o nosso dia a dia:


Como a ansiedade contribui para as tensões musculares?

Pedro explica que o nosso corpo é como se fosse uma máquina, então todos os nossos órgãos se comunicam. “Quem gera esse tipo de tensão, de ansiedade, de estresse é o nosso sistema nervoso central que corresponde ao cérebro e temos também o sistema nervoso periférico que são os nervos e todos se comunicam”, ressalta.

“A partir do momento que temos uma preocupação, o nosso cérebro gera tensões musculares, principalmente, na região da nuca, pescoço, trapézio e isso pode acontecer por conta da ansiedade”, completa.


Massagens simples podem ajudar a aliviar a tensão a longo prazo?


“Sim, as massagens podem aliviar as tensões a curto e longo prazo. Se uma pessoa fizer uma sessão de massagem, ela tende a ter um relaxamento da tensão muscular. Só que não adianta apenas fazer massagem para relaxar os músculos se você estiver desalinhado, essa é a importância do alinhamento postural”, afirma Pedro.


Pedro explica que mesmo fazendo a massagem para aliviar as tensões, a pessoa continuará desalinhada e voltará a comprometer a sua musculatura, gerando novas tensões, com ou sem ansiedade.



Quais outros problemas que a ansiedade pode trazer para o nosso corpo? É possível desenvolver fibromialgia?

“A ansiedade é o causador de diversas doenças, podendo trazer vários problemas para o nosso corpo, inclusive a fibromialgia. A pessoa que tem dores em todas as articulações e músculos é algo relacionado com o estado emocional dela”, afirma Pedro.


Pedro completa explica que a ansiedade também pode causar outras patologias como refluxo, gastrite, enxaqueca, insônia, a ansiedade pode contribuir negativamente para o nosso corpo de diversas maneiras, causando estes e outros problemas.


A pesquisa da UFRGS mostra que 65% dos entrevistados tiveram sentimento de raiva, 63% sofreram com dores no corpo e gastrite e 50% tiveram alteração do sono por conta da ansiedade.



É comum sentir o corpo mais cansado por conta da ansiedade?


“Sim. É muito comum se sentir em um “buraco”, esse é um momento em que estamos em um estado emocional ruim para a nossa saúde e isso pode gerar a fadiga muscular. A partir do momento que estamos ansiosos, nós geramos essa tensão e daí vem o cansaço que causa uma indisposição para o trabalho, prática de exercícios físicos e outras atividades”, explica Pedro.



Como o alinhamento postural atua para aliviar as tensões musculares causadas pela ansiedade?



“O alinhamento postural envolve a liberação miofascial, que é a soltura muscular, logo com uma sessão de alinhamento aliviamos tensões do corpo inteiro. Obviamente, fazemos isso de acordo com as necessidades de cada paciente, fazendo ajustes articulares e de liberações musculares”, ressalta Pedro.


Pedro explica que a partir do momento em que as pessoas estão com todas as suas articulações e ossos em seus devidos lugares, é possível promover um relaxamento mais prático com a liberação miofascial na musculatura que esteja tensionada.

“Novamente, tenho de dizer que o corpo é como se fosse uma máquina. E para essa máquina ter um bom funcionamento, tudo precisa estar ajustado. Então, não podemos estar com o quadril desalinhado, um ombro mais alto que o outro ou qualquer outra articulação fora do nosso eixo porque assim o corpo não funcionará em harmonia”, ressalta.

“Por isso, precisamos do nosso corpo em harmonia, ou seja, completamente alinhado. Então, o alinhamento postural contribui dessa forma, fazemos uma harmonização corporal e a partir daí o corpo por si só já alivia as tensões naturalmente e isso ajuda bastante a evitar os efeitos negativos da ansiedade para o nosso corpo”, completa Pedro.

O alinhamento postural, como mostra o Dr Pedro em nossa entrevista, é uma técnica que pode ajudar na recuperação dos sintomas físicos do transtorno com o alinhamento do nosso corpo, sendo um tratamento muito eficaz para o nosso bem-estar.


Quer fazer uma sessão de alinhamento postural? Marque uma avaliação com um de nossos profissionais clicando no botão abaixo! Venha recuperar a sua qualidade de vida com a gente!



54 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page