top of page
Buscar
  • Foto do escritorClinic Advance

Como aliviar a dor no nervo ciático?

Atualizado: 27 de nov. de 2023

Causa, sintomas e tratamentos para alívio das dores no ciático


Sabe aquela dor insistente na região baixa das costas e nas pernas? Esse incômodo pode ser uma inflamação conhecida, popularmente, como “dor no ciático”.

Sabe aquela dor insistente na região baixa das costas e nas pernas? Esse incômodo pode ser uma inflamação conhecida, popularmente, como “dor no ciático”.


A dor ciática, também chamada pelos médicos de ciatalgia, é considerada mais um sintoma do que propriamente uma doença em si. Ela é provocada pela compressão, inflamação ou irritação de uma ou, mais raízes nervosas que nascem na medula espinhal e vão formar o nervo ciático (ou isquiático), que começa na quarta e quinta vértebra da coluna lombar.


A dor no nervo do ciático é uma das queixas mais comuns dos pacientes nas clínicas de fisioterapia, afirma o Doutor Pedro Henrique de Medeiros, fisioterapeuta, criador da técnica de realinhamento postural Body Alignment e fundador da Clínica Advance.


A dor atinge 6% da população brasileira, principalmente a partir dos 40 anos. Porém, a rotina agitada, ou até, a tolerância à dor leve e moderada faz com que a maioria dos pacientes ignorem os sintomas iniciais, agravando o quadro.


Outro desafio encontrado é que muitos pacientes tendem a buscar tratamentos rápidos para o alívio da dor, através do uso de analgésicos de rápido efeito e não investigam qual é a causa original da dor, o que também provoca pode provocar aumento da inflamação.


O que é o nervo ciático?

O nervo do ciático é o responsável pela capacidade sensorial e de mobilidade das pernas


O ciático é o nervo mais longo do corpo humano. Ele se inicia no final da coluna, na região lombar, passando pelos glúteos e posteriores de coxa e, ao chegar ao joelho, se divide entre o nervo tibial e fibular comum, se estendendo até o dedão dos pés.


Sendo assim, quando sofre algum tipo de lesão, são por esses lugares do seu corpo que ele pode provocar dores e incômodos.


Esse nervo é também responsável pelo movimento dos músculos das pernas e pela sua capacidade de sentir sensações físicas nessa região do corpo. A saúde do nervo ciático é de extrema importância para a nossa mobilidade e bem-estar integral. Será que você está cuidando bem do seu? Continue acompanhando a matéria e descubra!


Como saber se a minha dor é dor ciática?

“A dor no ciático é bem característica. Ela se apresenta como uma dor leve, moderada ou aguda, que não passa e que, normalmente atinge apenas um lado do corpo. Ela se origina na raiz de uma ou ambas as coxas (região das nádegas), passa do joelho e irradia por toda a extensão do nervo ciático”, revela o fisioterapeuta, Dr.Pedro Henrique de Medeiros.


Conheça os possíveis sintomas da dor no ciático inflamado:

· Dor na parte posterior da perna e glúteo

· Dor acompanhada de choques intermitentes nas nádegas que se prolongam para baixo por trás, ou, pelo lado da coxa e/ou perna

· Pinçadas ou espasmos de dor na parte baixa da coluna e ao longo do nervo ciático, que percorre pela parte profunda da coxa e/ou superficial da perna indo até o pé

· Sensação de formigamento, dormência ou choque ao longo do nervo

· Nos casos mais agudos, pode surgir a sensação de fraqueza em uma, ou nas duas pernas

· Perda de sensibilidade ou diminuição dos reflexos na região afetada

· Aumento da dor na perna ou região lombar ao tossir, espirrar e se deitar com as costas esticadas

· Dificuldades em realizar certos movimentos, como sentar ou levantar

· A dor piora a noite, devido ao excesso de movimento ao longo do dia

Vale lembrar que os sintomas citados acima podem se apresentar no quadro do paciente, ou não.


Dor no nervo ciático durante a gravidez


Grávidas podem sentir desconfortos no ciático a partir da 20ª semana de gestação


O corpo da mulher passa por profundas transformações ao longo da gestação, entre elas o aumento de peso, tensão muscular e articulações mais “relaxadas” e vulneráveis a lesões.


Todos esses fatores podem levar as mulheres a adotarem posturas que nem sempre são as mais indicadas para o alinhamento corporal correto. Essas práticas podem ocasionar inflamações no nervo ciático, gerando dores e desconfortos. O transtorno costuma afetar as mulheres gestantes a partir da segunda metade da gravidez, sendo mais comum às grávidas com casos de desvio na coluna, como a escoliose.


Quais são as causas da dor no nervo ciático?

Para o fisioterapeuta, Dr.Pedro Henrique de Medeiros, patologias ou lesões que causem pressão sobre esse nervo originam a inflamação e a temida dor. De acordo com o especialista, a hérnia de disco (problema com um disco cartilaginoso entre as vértebras) é a patologia que mais tem a dor no ciático como sintoma.


“Outra causa menos comum de compressão do nervo ciático é quando ele passa pelo músculo piriforme (glúteo), conhecida como Síndrome Piriforme. Essa compressão ocorre principalmente em esportistas e corredores que tendem a aumentar o volume desse músculo”, revela o fisioterapeuta.


Além disso, outros fatores podem desencadear o desconforto, como traumas no nervo, como no caso de uma injeção mal aplicada, por exemplo. Conheça outros fatores responsáveis pela dor ciática:

· Má postura

· Traumas sofridos na região lombar ou dos glúteos

· Fraturas ou lesões na região pélvica

· Estenose espinhal

· Sobrepeso

· Sedentarismo

· Avanço da idade

· Passar muito tempo sentado

· Trabalhos relacionados a levantamento de peso

· Tumores

· Herpes

· Catapora


Quanto tempo dura a dor no ciático?

Nem todas as pessoas precisam de avaliação médica decorrente a um desconforto no ciático. “No entanto, se os sintomas forem severos e/ou persistirem por mais de um mês, é importante agendar uma consulta com um médico”, alerta o fisioterapeuta da Clínica Advance.


“Em casos de alteração de sensibilidade ou de força nos membros inferiores, é importante buscar auxílio médico”, reforça. O fisioterapeuta também alerta para uma prática perigosa e muito comum em quem sente dores nas costas: a maquiagem da dor através da automedicação.


Posso me automedicar em caso de dor no ciático?

Ainda é muito comum quem sofre de dores na coluna, ou passa por algum desconforto leve, ou moderado no nervo ciático acabar se automedicando com analgésicos e/ou anti-inflamatórios.


Porém, a prática, além de não contar com a orientação correta de dosagem e de intervalos entre uma medicação e a outra, também pode mascarar a gravidade do problema.


Em casos que podem se tornar sérios, como a hérnia de disco, prolongar a ausência de tratamento correto pode levar o paciente a ter que operar. Além disso, o excesso de anti-inflamatórios prejudica o estômago, o intestino, o fígado, e, principalmente, os rins.


Diagnóstico

Quando as dores persistirem, recomenda-se a busca por um ortopedista ou fisioterapeuta que auxilie o paciente no diagnóstico e indicação de tratamento adequado. Se o médico considerar necessário, por exemplo, exames por imagem da coluna podem auxiliar em um diagnóstico mais preciso da dor ciática, bem como da causa do problema.


Os exames requisitados mais comuns são o de Raio-X, a Tomografia Computadorizada e a Ressonância Magnética, capazes de verificar a presença de irregularidades no nervo.


Uma das manobras utilizadas no exame físico para avaliação da dor ciática é a manobra de Lasègue: a pessoa é colocada deitada e uma das pernas é elevada, mantendo-a estendida, para avaliar a repercussão da dor.


Além disso, é importante realizar exame neurológico de sensibilidade e motricidade a fim de avaliar a extensão do acometimento neural. O médico pode pedir também uma ressonância magnética, que tem sensibilidade e especificidade alta, revelando as possíveis compressões do nervo.


Neste caso, além da coluna vertebral, também é possível verificar a bacia a fim de identificar possíveis alterações que levem à dor.


Quais são os tipos de tratamento indicados para a dor no ciático?

Em casos de dores leves, ou moderadas, o médico pode indicar ações que amenizem a inflamação do paciente, como:

· Aplicar calor ou gelo na área dolorida

· Analgésicos para aliviar a dor

· anti-inflamatórios

· Fisioterapia


Muitas pessoas acreditam que, em caso de dor no nervo ciático, o ideal é permanecer em repouso, porém não é o recomendado. Os pacientes, normalmente, são orientados a reduzir as atividades nos primeiros dois dias e retomar a vida normal, lentamente.


Mas, é importante evitar o levantamento de peso e movimento em excesso nas primeiras seis semanas após a dor ter se iniciado. Caso os exames solicitados tenham diagnosticado alguma patologia, será recomendado tratamento específico para cada caso.


Quando a cirurgia é recomendada para a dor no ciático?

Há poucos casos que necessitam de uma intervenção cirúrgica: pacientes sem melhora no tratamento convencional, dores que impeçam o paciente de levar uma vida normal, pacientes com fraqueza significativa nos músculos da perna ou do pé, ou também devido a "Síndrome da cauda eqüina" (perda parcial ou total da função urinária, intestinal e sexual devido à compressão da região lombar conhecida por cauda eqüina).


Qual a importância da fisioterapia correta para a prevenção e tratamento da dor no ciático?

Em momentos de crise de dor aguda, não é indicado realizar nenhum tipo de fisioterapia ou práticas de RPG. Porém, em casos de dores leves ou moderadas, a Clínica Advance conta com uma técnica inovadora que auxilia muitos pacientes dentro desse quadro.


Como prevenir as dores no ciático?


Quem já passou por uma crise de dor no ciático, certamente não deseja viver novamente essa experiência, não é mesmo? Sendo assim, conheça algumas práticas que previnem a inflamação do nervo:

  • Fazer exercícios de alongamento regularmente, que estiquem os músculos das pernas e a coluna.

  • Evitar o sedentarismo e praticar atividades como caminhada, Pilates ou Hidroginástica que fortalecem e alongam os músculos

  • Tentar manter a postura das costas correta mesmo quando sentado

  • Estar sempre dentro do peso ideal

  • Manter o abdômen sempre forte para proteger a coluna


Quer tratar as dores no nervo ciático? Marque uma avaliação com um de nossos profissionais clicando no botão abaixo! Venha recuperar a sua qualidade de vida com a gente!


43.497 visualizações6 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page